Artigos
&
 
Colunas

Sandra Jabur Wegner

Medo d’água

A vida de todos os seres humanos começa na água. Afinal, ficamos imersos durante toda a gestação, no acolhedor útero materno. Entretanto, devido a alguns imprevistos em diversas fases da vida, somados à fragilidade psicológica individual, algumas pessoas adquirem temor a água.

Medo d’água, também conhecido como aquafobia, pode ser deflagrado a partir de situações traumatizantes às partes físicas, emocionais e biológicas, através de circunstâncias banais como brincadeira de criança de empurrar para dentro da piscina, aprender a nadar à força ou ainda banhos inadequados quando bebê ou situações de afogamento. Pode decorrer também de acontecimentos complexos como parto demorado, partos cesários complicados, retirada do bebê a fórceps, por gravidez indesejada, pré-maturidade, traumas relativos ao primeiro banho, afogamento, traqueostomia, etc. Esse medo atinge graus variados, podendo provocar desde um simples receio ou desconforto em relação à água até uma fobia asfixiante que impede o indivíduo de colocar a cabeça embaixo do chuveiro.

Pessoa apavorada na águaFelizmente, como para quase todas as adversidades da vida, existe solução para este trauma. É possível reverter esse quadro através de sessões de relaxamento, aulas individuais na água visando à adaptação e à perda gradual desse medo e, finalmente, iniciando a natação, galgando uma futura sensação de bem-estar definitivo no meio líquido. O maior enfoque será sempre dado à respiração, conscientizando os movimentos respiratórios, com a musculatura abdominal trabalhando o diafragma, o músculo mais importante desse processo. A partir do momento em que a respiração for trabalhada da maneira correta, ela passará a influir no sistema nervoso central e acalmar o aluno ou paciente. Ele passará a sentir os movimentos do corpo em relação à água: na inspiração, o corpo flutua; na expiração, o corpo afunda, naturalmente.

Dúvidas sobre o assunto podem ser esclarecidas através do e-mail
hidrovida@hidrovida.com.br

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Deixe um comentário