Artigos
&
 
Colunas

Carmen Pimentel - Língua portuguesa

Uso equivocado de pronomes demonstrativos demonstra desconhecimento

Faço revisão de textos para empresas, para pessoas que estão terminando seus cursos de pós-graduação, mestrado ou doutorado, reviso textos de revistas e livros (não, isso não é uma propaganda!). Os erros mais frequentes acontecem em relação ao uso dos pronomes demonstrativos.

Os pronomes demonstrativos são as palavras que indicam a posição e a identificação de um elemento no espaço, no tempo e no texto, em relação à pessoa do discurso. São elas: este, esse e aquele, o, mesmo, próprio (junto com suas variações de feminino e plural), isto, isso, aquilo (que não variam).

Assim, vejamos:

  1. este(s), esta(s), isto
    • No espaço – indicam o que está perto de quem fala.
      Ex.: Esta revista que tenho nas mãos traz artigos muito interessantes!
    • No tempo – indicam um tempo presente, atual.
      Ex.: Esta é uma época de profundas transformações políticas.
    • No texto – referem-se ao que vai ser mencionado à frente.
      Ex.: Minha opinião é esta: devemos ler mais para ficarmos bem informados.
  2. esse(s), essa(s), isso
    • No espaço – indicam o que está perto de quem ouve.
      Ex.: Essa revista que está com você é a Folha Carioca?
    • No tempo – indicam um futuro ou um passado não muito distante do tempo atual.
      Ex.: O jogo acontecerá nesse domingo à tarde.
    • No texto – referem-se a algo que foi mencionado anteriormente.
      Ex.: Boa vontade e dedicação: ela nos pediu só isso.
  3. aquele(s), aquela(s), aquilo
    • No espaço – indicam o que está longe de quem fala e de quem ouve.
      Ex.: O que é aquilo lá no fim da rua?
    • No tempo – indicam um tempo remoto, distante.
      Ex.: Mudei-me para cá há vinte anos. Naquela época, aqui não havia nem escola, nem hospital, nem estrada asfaltada.
    • No texto – são usados em conjunto com este(s), esta(s), isto, para fazer referência a algo já citado. Aquele refere-se ao primeiro elemento citado; este refere-se ao último elemento citado.
      Fluminense e Grêmio são dois importantes times brasileiros. Este é gaúcho e aquele é carioca.
  4. o, a, os, as
    • Essas palavrinhas são pronomes demonstrativos quando se referem à aquele(s),aquela(s), aquilo, isso.
    • Não acredito no que eles dizem. (naquilo)
    • Convidei para a festa somente as que estudaram comigo. (aquelas)
  5. mesmo e próprio, quando são pronomes demonstrativos, designam um termo igual a outro que já ocorreu no discurso. São usados como reforço dos pronomes pessoais e concordam com o nome a que se referem.
    As propagandas eleitoras não mudam: são sempre as mesmas. (nesse caso, tem valor de “a mesma coisa”).
    Ele mesmo passou a roupa. (nesse caso, pode ser substituído por “próprio”).
    Ela própria trocou a lâmpada.

 

Muitas vezes encontramos os pronomes demonstrativos usados equivocadamente em placas como esta da figura:

Acertou o “neste”, mas errou o “mesmo” que foi empregado como pronome pessoal (verifique se ele se encontra…). Isso nunca deve acontecer! Para se certificar, substitua por “a mesma coisa”. Se não ficar bom, troque o “mesmo” por “ele”!

* Carmen Pimentel é doutora em
Língua Portuguesa.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 4.0/5 (1 vote cast)
Uso equivocado de pronomes demonstrativos demonstra desconhecimento, 4.0 out of 5 based on 1 rating

Deixe um comentário