Artigos
&
 
Colunas

Arlanza Crespo - Quem é Quem

Laranja com cenoura!

Eu o conheço desde 1985, quando, nas areias do Leblon, comprava seu suco para as minhas filhas, ainda pequenas. Elas gostavam quando ele passava falando “laranja com cenoura” com aquele vozeirão. Hoje, quase trinta anos depois, ele continua no Leblon, no mesmo pedaço, entre os postos 11 e 12. Um pouquinho mais velho (eu também) e vendendo o suco agora para minhas netas, mas com a mesma voz e a mesma simpatia. Por isso, quando eu soube que o primeiro número da Folha Carioca de 2013 era temático, sobre o verão, pensei: ninguém melhor que o Nogueira para iniciar o Quem é quem.

Ele, que nasceu no dia 20 de janeiro, dia de São Sebastião, também se chama Sebastião, como a cidade. Nogueira (como é conhecido) trabalhou 10 anos como supervisor no estaleiro Verolme, mas com a recessão da construção naval, foi mandado embora. Tinha 42 anos e cinco filhos para criar (eram sete, mas dois já tinham morrido). Espalhou seu currículo pela cidade, mas não conseguiu nada à altura do emprego anterior nem do salário, que era muito bom. Um dia foi à lanchonete do Palácio da Justiça e viu uma pessoa pedindo um suco de laranja com cenoura. Ele, que já tinha tentado vender maracujá na praia e não tinha dado certo, resolveu experimentar. Começou vendendo pouco, depois foi crescendo e chegou a fazer 4 barris por dia, o que corresponde a 200 copos (agora é só na garrafinha). Seu percurso é pequeno, só vai do posto 11 ao 12. Chega às 10h30min e fica até às 14h. De artista de televisão a jogador de futebol, todos os famosos do pedaço conhecem o seu suco. E quando não tem sol, fica na rede de futevôlei, onde vende tudo da mesma maneira.

Dos sete filhos que teve, só três estão vivos: Michelle é professora de Educação Física, Monique mora em Barcelona onde tem duas academias de dança, e Douglas (que também vendia suco na praia) abriu em 2011 o “Nogueira Sucos”, em Copacabana, lanchonete que já começou famosa. Nogueira tem ainda três netos: Thiago, Thamiris e Bela Vitória. Ele e a esposa, Hilda, companheira de quase cinquenta anos de vida, sabem bem, por tudo que já passaram, a importância da união familiar.

Sempre que eu vou à praia (isso quer dizer todo dia que tem sol), tomo uma laranja com cenoura e converso com ele. Conversamos sobre tudo: família, filhos, netos, viagens. Fiquei muito triste quando seu filho Lincoln morreu (ele também vendia o suco na praia); vi as fotos do casamento da filha, em Barcelona, e ele todo orgulhoso e chiquérrimo no altar… Ele me conta histórias, me fala do amor que tem por Nossa Senhora… Contou-me que ao dar uma entrevista em 2002 disse que tinha o sonho de conhecer o túmulo de Santa Catarina, em Paris, para quem Nossa Senhora da Medalha Milagrosa apareceu. Pois bem, sua filha lhe proporcionou essa alegria em 2009. Agora o sonho é visitar o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal, de quem é devoto.

Profundamente religioso, não há nada mais bonito do que ouvi-lo dizer a Exaltação à Virgem, (feita por São Bernardo) num lindo dia de sol! Esse privilégio eu já tive algumas vezes. Sua voz, impostada, já o fez parar na televisão (no programa Fantástico) e na rádio, mas a praia é que é seu palco, e não existe sinônimo melhor para o verão do que LARANJA COM CENOURA!

artigos anteriores de Arlanza Crespo

Publicado em – Edição 117
Quando você vende músicas, você vende sonhos
Publicado em – Edição 116
Vencendo barreiras sempre
Publicado em – Edição 115
Vivendo e aprendendo
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
Laranja com cenoura!, 5.0 out of 5 based on 1 rating

3 Comentários para “Laranja com cenoura!”

  1. Maria disse:

    Que maravilha! Adorei! São destes personagens cariocas que o nosso verão sobrevive… Bjs.

  2. André disse:

    Parabéns pela matéria! Sou fã do “suco de laranja com cenoura natural” e um grande admirador do Nogueira. Ele é um batalhador e uma grande pessoa.

  3. Isabel disse:

    Não só o Laranja com Cenoura é o melhor que já tomei na minha vida! – e olha que esse era o suco que minha mãe colocava na minha mamadeira, então, veja que competição quase desonesta – como o Nogueira é um cara guerreiro e muito iluminado! Família cheia de brilho só podia render um sabor tão especial! 😉

Deixe um comentário