Arte
&
 
Cultura

De uma retina da Tijuca para o mundo

TEXTO_lilibeth cardozo
fotos_ANDRÉ JOAQUIM

André Joaquim é um carioca de 38 anos de idade que, de bem sucedido como dentista, passou a ter sucesso na fotografia. Casado com Daniella, também dentista e parceira na vida familiar e na profissão, tem dois filhos pré-adolescentes, Alan e Pedro. Um homem dedicado a tudo que faz. Mesmo com o trabalho em sua clínica dentária, é um amante de esportes: já participou de competições do porte do Iron man (a maior competição de triatletismo em que o desafio é vencer seus próprios limites).

p1000762-2Além do trabalho minucioso desenvolvido em sua clínica de ortodontia, André tem sido premiado por sua sensibilidade e arte desde que começou a fotografar. Algumas de suas fotos hoje ilustram páginas de revistas famosas, como a Vogue Itália. O mais interessante nessa história de pluralidade de atividades é a marca do acaso. Ele nos diz: “Eu comecei a fotografar com 22 anos porque achava necessário ter um registro dos meus casos clínicos: os famosos antes e depois”. André nunca tinha tido contato com máquinas profissionais. Comprou revistas e uns livros e começou a fazer as fotos para o consultório. E o fotógrafo foi nascendo. Ele descreve: “Como eu trabalhava em mais de um lugar, a máquina estava sempre comigo, e eu acabava registrando tudo de interessante que via pelo caminho. Com o resultado de boas imagens, comecei a gostar de fotografar. Na época, a fotografia era integralmente analógica (filme), e a internet em casa ainda não era minha realidade. Assim, comecei a colecionar revistas nacionais e importadas, além de livros que pudessem me tornar um fotógrafo que desperdiçasse o mínimo possível com filme e revelação de fotos ruins. Minha primeira máquina foi uma Canon 5000”.

André gosta de viajar e jamais deixa de fazer belas imagens que são registros do que o emociona e encanta: sua família, os esportes, as paisagens e as pessoas pelo mundo. E foi por distração e entretenimento  que se dedicou mais à fotografia. Hoje ele é contribuidor de dois grandes bancos de imagens, o que proporciona a utilização das suas fotos em campanhas publicitárias no mundo todo. Sua primeira foto vendida foi para uma grande empresa de telecomunicação que acessou seu banco de imagens via internet, fez um contato e quis comprar a foto de um de seus filhos mergulhando no mar da Barra da Tijuca.

dsc09929André Joaquim não mudou de profissão. Continua diariamente em sua clínica dentária e cuida de sua atualização como profissional da odontologia, de onde tira seu sustento e de sua família. A fotografia é hoje uma segunda atividade que já lhe rende recursos para investir em equipamentos e financiar suas viagens de lazer pelo mundo. Sua família o ajuda muito, sendo muitas vezes seus modelos. São compreensíveis quando ele tem algo para fazer relacionado à foto. Diz ele: “Acho que eles não veem mais a fotografia como um hobby e sim como um trabalho. Para mim, fotografar sempre será divertido como um hobby, mesmo sendo trabalho às vezes.” Um ponto de interesse destacado por André é o mercado fotográfico em “fine arte” para decoração ou como obra de arte.  As grandes impressões, em papéis especiais para esse fim, papéis de algodão impressos em máquinas de alta definição, resultam em um padrão de qualidade e durabilidade excelentes, e são utilizados por decoradores em ambientes residenciais ou empresariais, gerando lucros para diversos segmentos do mercado.

O carioca tijucano tem seu nome em lindas fotos de revistas do mundo. Sua paixão é pela beleza, e ele afirma “Tenho prazer em fotografar o que gosto de fazer e o que acho bonito. Acho que, até por conta disso, não tenha um perfil ou uma temática bem definida na fotografia. Gosto de fotografar esportes, paisagens, pessoas, mar e cidades bonitas como o Rio. Tenho uma queda pelo tradicional e continuo investindo também na fotografia analógica (filme) e na revelação caseira das minhas próprias fotos. É um processo muito interessante”.
A Folha Carioca tem prazer em apresentar os cariocas que trabalham no Rio e divulgam nossa cidade. O trabalho de fotógrafo do André Joaquim é uma expressão do carinho de um carioca com sua cidade e não deixa de ser, também, uma importante ação política de promoção cidadã!

Veja mais fotografias no site: www.andrejpg.com

MATÉRIAS ANTERIORES DE Arte & Cultura

GARIMPO CULTURAL Publicado em – Edição 116
Shakespeare em voga
Publicado em – Edição 115
A literatura que não deve nada a ninguém
ROTEIRO BOÊMIO CULTURAL Publicado em – Edição 115
Um verão diferente
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Deixe um comentário