Educação
&
 
Conhecimento

Ler para todos

IMG_7982 Um palácio dedicado à nobre arte da leitura

Há na cidade um lugar dedicado inteiramente à leitura. Não é uma livraria, nem uma biblioteca. É a Casa da Leitura. Ali, celebra-se o ato de ler em todas as suas manifestações. Leitura de livros, leitura de imagens, leitura compartilhada. Dramatizada, cantada ou, mesmo, cinematográfica. Neste ano, o espaço celebra duas décadas de trabalho em prol da leitura de crianças e adultos e se projeta como um espaço para o público interessado nas diversas formas de ler o mundo.

TEXTO_FRED PACÍFICO
FOTOS_ARTHUR MOURA

IMG_8005A casa é um misto de Centro Cultural e Centro de Referência, que oferece, gratuitamente, variadas atividades cuja base é a leitura, e promete um ano de muitas comemorações por conta do seu 20° aniversário, com programação fixa que pode ser acessada pelo Facebook (www.facebook.com/proler.casadaleitura) ou pelo site da instituição (www.bn.br/proler). Instalada em Laranjeiras, em um casarão localizado na Rua Pereira da Silva, n°86, construído como uma réplica de um palácio parisiense, a Casa da Leitura sedia a Coordenação Nacional do PROLER – Programa Nacional de Incentivo à Leitura, um projeto comprometido com a democratização do acesso e valorização social da leitura e da escrita, vinculado à Fundação Biblioteca Nacional e ao MINC – Ministério da Cultura.

IMG_7990Por se tratar de casa tão imponente e bela, desde que foi instalada no espaço, em 1993, a equipe do PROLER logo tratou de dar utilidade criativa ao ambiente. No fundo do terreno foi construído um pequeno e aconchegante auditório, que recebeu o nome de Auditório Clarice Lispector, escritora querida de todos que por ali passam. Palestras, peças teatrais, bate-papo com escritores, debates sobre literatura e cinema, contadores de histórias, leituras dramatizadas, entre outras tantas atividades para o público infantil, de jovens e de adultos, acontecem no simpático auditório desde então. Todas as ações desenvolvidas buscam formar leitores críticos e apaixonados, além de favorecer a democratização do acesso ao livro, através de uma integração com as atividades da instituição.

IMG_8027Segundo a diretora da casa, Carmen Pimentel, a intenção é o estabelecimento cada vez maior da Casa da Leitura como um centro de referência em mediação de leitura. “Almejamos a constituição de uma grande Rede Nacional de Leitura, disponível para estudantes, pesquisadores, especialistas, com acervo especializado em informações sobre vivências, experiências, práticas, estudos e pesquisas na área da leitura, literatura e escrita, recolhidas em todo o território nacional e no exterior. A ideia da casa como Centro de Referência começa a ganhar corpo e cabeças parceiras da mesma vontade”, diz.

A Casa da Leitura possui ainda duas bibliotecas diariamente abertas ao público: uma infantil e outra de literatura juvenil e adulta. A infantil recebeu o nome de Monteiro Lobato. A de jovens e adultos, especializada em literatura brasileira, mas que também abriga escritores de outros países de língua portuguesa, foi batizada de Adélia Prado, nome escolhido pelos frequentadores no mês passado. Muitas escolas também visitam a Casa da Leitura e suas bibliotecas para usufruir de momentos dedicados à prática da leitura.

Histórias que levam à leitura

Contação de história do projeto Ler, Contar, Brincar

Contação de história do projeto Ler, Contar, Brincar

Atualmente, a casa serve de referência para os 84 Comitês do PROLER espalhados pelo Brasil, além de promover em suas dependências, ao longo do ano, jornadas de leitura, com especialistas, mestrandos e doutorandos para apresentação de seus trabalhos ligados ao tema. Assim como cursos de formação continuada de mediação de leitura para profissionais da área. Mas não foi sempre assim…

atriz Camilla Moreira - Sarau Clarice - banheira da Casa da Leitura

atriz Camilla Moreira – Sarau Clarice – banheira da Casa da Leitura

Segundo a direção da Casa da Leitura, o espaço foi originalmente construído para servir de residência ao casal Ferreira de Carvalho, nos idos de 1920. Antonio Ferreira de Carvalho e Tereza de Castro Carvalho vieram de Lisboa, Portugal, para o Brasil e se estabeleceram numa chácara no Cosme Velho, onde hoje está o Colégio Sion. Foi um de seus filhos, Henrique, que mandou construir o casarão da Pereira da Silva. A casa era decorada com móveis em estilo Manuelino. Os armários embutidos ainda estão lá.

Paulo e Ricardo Santoro tocando

Paulo e Ricardo Santoro tocando

A família morou ali até 1947, quando um decreto presidencial desapropriou o imóvel e o declarou de utilidade pública, instalando no lugar a Escola de Comando do Estado Maior da Aeronáutica (ECEMAR), que ficou no prédio até a nova sede da Escola ser inaugurada no Galeão, em 1953. Seis anos depois, o presidente Juscelino Kubitschek cedeu o imóvel para a Associação das Pioneiras Sociais, que já o ocupava há alguns anos, provavelmente desde sua fundação em 1956. Em 1984, a associação foi extinta e, em 1991, o imóvel foi cedido pela União à Fundação Biblioteca Nacional que instalou ali, dois anos depois, no dia 13 de agosto, a Casa da Leitura, como sede nacional do PROLER.

Palestra de Carmen Pimentel no auditório da Casa da Leitura

Palestra de Carmen Pimentel no auditório da Casa da Leitura

Uma pérola literária na cidade do Rio de Janeiro, cravada no coração das Laranjeiras. Não ler é ficar de fora desse mundo, o que talvez signifique ficar de fora do mundo. Então aproveite seus momentos de estudo ou lazer e visite a Casa da Leitura. Celebre também tão saudável hábito, participando da programação de aniversário. Pode apostar que o mundo agradecerá.

Programação:

  • Terças Culturais – toda terça-feira, às 19h – cine-literatura, leituras musicais, o livro e o autor, leituras dramatizadas
  • Conversa com autor – toda quinta-feira do mês, às 16h – bate-papo com escritores de nossa literatura. Este evento passa a ser gravado e transmitido pela Rádio MEC AM a partir de maio
  • Conversinha com autor – última quarta do mês, às 15h, para crianças – bate-papo com escritores de literatura infantojuvenil
  • Atividades de contação de histórias e de práticas leitoras nas bibliotecas – durante todo o ano
  • Cursos e oficinas de formação de mediadores de leitura – durante todo o ano são ofertados cursos e oficinas com temática voltada para a leitura
  • Oficinas de leitura e escrita nas férias – em julho e janeiro
  • Semana da criança em outubro – atividades de leitura e escrita e contação de histórias
  • Semana de Clarice Lispector – em dezembro – leituras dramatizadas de textos de Clarice, palestras e debates sobre a escritora de textos de Clarice, palestras e debates sobre a escritora

Serviço:

Casa da Leitura – Rua Pereira da Silva, 86, Laranjeiras.
Telefone: (21) 2557-7437
www.bn.br/proler
www.facebook.com/proler.casadaleitura

A Casa está aberta de segunda a sexta, das 9 às 18 horas.

Os eventos são todos gratuitos, e é só chegar.

Visitas escolares, é necessário agendar.

Para os cursos oferecidos, também gratuitos, é preciso realizar a inscrição, que pode ser feita na própria Casa da Leitura, por telefone e/ou pelo e-mail proler.casadaleitura.cursos@bn.br. Deverão constar no e-mail os seguintes dados: nome do curso, nome completo do aluno, RG do aluno, e-mail, telefones fixo e móvel.

MATÉRIAS ANTERIORES DE Educação & Conhecimento

Publicado em – Edição 114
Publicado em – Edição 114
Algumas expressões…
Publicado em – Edição 114
Muito a contragosto…
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (2 votes cast)
Ler para todos, 5.0 out of 5 based on 2 ratings

4 Comentários para “Ler para todos”

  1. […] Leia na íntegra: http://folhacarioca.com.br/2013/04/17/ler-para-todos/ […]

  2. Adalvanira disse:

    Adorei esta materia,assim que for ao Rio, irei conhecer esse lugar.

  3. Luiz Henrique Ferreira de Carvalho y Soutello disse:

    Prezado (a) Sr(a);

    Excelente texto mas permita-me oferecer algumas consideracoes:

    1 – Antonio Ferreira de Carvalho nasceu na cidade do Porto, Portugal; e nao em Lisboa. A familia continua vivendo entre o Brasil e Portugal, precisamente na regiao do Porto e Vale do Rio Douro onde mantemos a tradicao na fabricacao do Vinho do Porto viva em nossa propriedade: Quinta do Vallado.

    2- Antonio Ferreira de Carvalho eh filho de D. Antonia Adelaide Ferreira de Carvalho;

    3 – Correta a informacao que Antonio morava onde atualmente situa-se o Colegio Sion no Cosme Velho. O terreno e recursos para construcao do Colegio foram doacao da familia com o objetivo especifico de aproximar as religioes Catolica e Judaica.

    4 – Toda a rua Pereira da Silva pertencia a famiia, todos os membros moravam em casas; sendo a unica que continua em pe realmente pertenceu a Henrique Ferreira de Carvalho.

    5 – A casa nao foi desapropriada conforme o texto; mas sim vendida. Uma das casas que ficava ao lado esquerdo eh que foi desapropriada durante a Segunda Guerra Mundial pois havia sido vendida anteriormente a Casa Imperial do Japao que instalou a Embaixada do Japao no imovel. Inclusive a familia foi honrada com a visita do entao Principe Hiroito quando este se hospedou na casa.

    6 – A familia continua unida e seus membros vivendo no Rio de Janeiro, Sao Paulo, Paris e Porto. E muito felizes e honrados em saber que um imovel onde ja residimos atualmente abriga instituicao de tanta importancia cultural.

    LHFCyS

  4. hyporadial dimming komise giastech biocompatibility aedoeagi keila polset zamora’s margie nervously violations

Deixe um comentário