Arte
&
 
Cultura

Vida e morte do comandante da Guerrilha do Araguaia

Vida e morte do comandante da Guerrilha do Araguaia

livro-GabroisComunista, teórico de peso e militante exemplar, Maurício Grabois foi recentemente homenageado com uma biografia póstuma escrita pela filha, Victória Lavínia Grabois. A obra é formada por relatos da autora sobre a luta de Maurício por mais liberdade e justiça para os brasileiros, pela democratização do país e contra a ditadura civil-militar, e também sobre o convívio da própria família com a política da época. A ideologia dos atingidos e a dos golpistas de 1964, a barbárie da repressão de todas as formas como perseguição, clandestinidade, cassação, prisão, tortura, exílio, morte e desaparecimento de centenas de brasileiros, a luta dos resistentes que permanecem em busca da verdade e da justiça, tudo isso é descrito com emoção muito especial de uma filha orgulhosa e militante incansável.

Deputado Constituinte na bancada comunista de 1946, Maurício completaria 100 anos em 2012. Aos 62, foi assassinado pelo Exército Brasileiro como comandante-chefe da Guerrilha do Araguaia, batalha que resultou em dezenas de mortes: jamais encontraram o seu corpo. Seu pai, seu irmão e seu marido. Essas foram as maiores perdas da autora que luta, há mais de 30 anos, para que o Estado brasileiro investigue as atrocidades cometidas pelos agentes públicos envolvidos nos crimes contra a humanidade e também pelo cumprimento da Sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos, que garante o acesso à informação e a abertura dos arquivos da ditadura militar para esclarecimento sobre  o desaparecimento de seu pai.
Confira!

 

MATÉRIAS ANTERIORES DE Arte & Cultura

GARIMPO CULTURAL Publicado em – Edição 116
Shakespeare em voga
Publicado em – Edição 115
A literatura que não deve nada a ninguém
ROTEIRO BOÊMIO CULTURAL Publicado em – Edição 115
Um verão diferente
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Deixe um comentário