Artigos
&
 
Colunas

Lilibeth Cardozo

Ah, este facebook

O Brasil é o quinto país do mundo em usuários do Facebook. Segundo recente pesquisa, da Score, empresa de análise do mercado digital, são 35,2 milhões de pessoas postando, curtindo ou compartilhando de tudo um pouco ou um pouco de tudo! E não é para prestar atenção? E tem cada coisa!

facebook_logo1

Estou lá, engrossando as estatísticas e engrossando discussões e bobagens. Leio, curto, ignoro, compartilho e posto. Aprendo algumas coisas e me assusto muito. Acho que me assusto mais do que me divirto. Por trás de uma tela, quanta coisa é dita! E quantas loucuras compartilhadas! As campanhas ganham força e protestos aparecem. Aí eu gosto! É bom ler as opiniões. “Nêgo” coloca, sem medo, as unhas de fora! Colocam sorrisos também! Quando o assunto é polêmico, adoro ler as opiniões. Foi o caso absurdo do pastor Marco Feliciano que virou o presidente da Comissão de Direitos Humanos na Câmara dos Deputados! O que é aquilo, gente? E o homem é um horror e se esforça para ser pior quando, em nome de Deus, condena, exclui e até atribui a Ele assassinatos (John Lennon)! Uma encrenca só! E no Facebook, as frases de protesto cresceram, cresceram e…. sumiram! O “homem monstro” continua no mesmo lugar! Um soco no estômago de cada brasileirinho que sonha com um país por se orgulhar. Vai continuar doendo muito. Coisa para pensar!

Veio a campanha pela redução da menoridade penal. A “piração” foi tanta que vi gente que conheço, pelas quais tinha algum respeito, postando fotos reais de crianças algemadas e desejando cena igual por aqui. Dá enjoo, vontade de fugir, dormir sem parar, parar de ler jornais, sair da internet para sempre. Li opiniões de gente católica, beata, defendendo pena de morte, prisão para crianças. Então, tá! Não se lê. Essa gente nunca leu a declaração universal dos direitos humanos, nunca visitou uma favela, não convive com a miséria… Li até que os direitos humanos no Brasil estão invertidos. Tem coisa mais idiota? O que será inverter os direitos humanos? Dá pra imaginar o que pensa uma pessoa assim… Coisa para irritar!

Ah, outras postagens coçaram meus dedos… A do Dia das Mães, dizendo que mãe de cachorro também é mãe, eu adorei. É verdade mesmo: a mãe de cachorro é cadela e merece respeito no Dia das Mães! Não dá mesmo para fazer Dia das Mães de todos os bichinhos, né? Então, no segundo domingo de maio, comemora-se o dia de todas as mães do mundo animal: as cadelinhas afagadas como gente, as vaquinhas que são mães dos bezerros, as gatas mães dos gatinhos, as passarinhas mães dos pássaros, sapinhas mães dos girinos, de todos os animais, e até as mulheres, mães dos meninos e meninas! É possível entender carinho e carências, mas tudo tem limite, até cachorros! Coisa para chorar!

E no Facebook todo mundo quer ser filósofo, poeta, escritor. Sobre cristandade, coitado de Jesus Cristo, está exausto! Dos escritores, massacram Clarice, Quintana, Pessoa e outros: nunca vi tantas citações com seus nomes! Mas, pior, muito pior, são os textos “roubados” ou atribuídos aos escritores consagrados. Coisa para esquecer!

Tem também o denuncismo barato e irresponsável: colocam a foto de alguém e “avisam” que se trata de um estelionatário, ladrão, bandido. E se o fotografado for um cara legal, “babou”, está ferrado! Milhões de pessoas o viram como um delinquente! Coisa pra processar!

Mas, tem muita coisa legal. Fotos lindas, campanhas, lazer, indicações excelentes, opiniões super interessantes, bons textos esclarecedores e piadas sensacionais! O Facebook tem muitas formas de se fazer o mal. Mas, como toda comunicação, pode fazer muito bem também.

Bom demais, este Facebook! Dá pra se divertir e falar coisas sérias. Dá até para ganhar amigos e, certamente, restringir muitos que só postam bobagens ou aqueles diários tipo, “vou tomar banho”, “estou com sono”, “estou no aeroporto”! Dá até para viciar e não é droga pesada. E a tela, com esperteza, pode esconder quase tudo ou quase nada!

facebook_like_butonCurto e compartilho.

artigos anteriores de Lilibeth Cardozo

Publicado em – Edição 117
Aniversariando sexagenária
Publicado em – Edição 116
Santa Maria, rogai por nós
Publicado em – Edição 115
Um passeio pela Urca
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
Ah, este facebook, 5.0 out of 5 based on 1 rating

Deixe um comentário