Artigos
&
 
Colunas

Carmen Pimentel - Língua portuguesa

Palavras esquisitas do dia a dia, esquisitas mas muito usadas…

Estamos sempre dizendo ou ouvindo palavras que são usadas com tanta propriedade que fingimos conhecê-las para não passar a vergonha de perguntar o que elas significam…

Quem faz dieta ou tem filho pequeno, com certeza, sabe o que fazer na “hora da colação”. Quem não pertence a esse grupo, pode achar estranho, porque também se usa a palavra para dizer “Vou à colação de grau de Fulano”. Parabéns ao Fulano, que conseguiu levar os estudos até o final e colou grau!

Pois bem, colação é palavra de origem latina que significava, nos primórdios, ‘reunião, assembleia; contribuição; oferenda; comparação’. Com o tempo, foi ganhando outros significados, expandindo os primeiros.

A hora da colação é, geralmente, por volta das 9h30/10h da manhã, quando bate aquela fominha e atacamos um lanche rápido. Herança, talvez, da hora do recreio na escola..

houaiss_lupaVejamos o que nos diz o dicionário Houaiss:

No caso do primeiro uso – “hora da colação” – a palavra foi usada na acepção de número 4, do dicionário: refeição ligeira; consoada. Consoada??? Bem, agora você também pode dizer que vai fazer uma consoada, ou que na hora da consoada, na creche do seu filho, servem um suquinho de frutas…

Mais esquisito ainda!

Aliás, esquisito também é uma palavra esquisita!

O mesmo dicionário diz que esquisito é aquilo que é encontrado com dificuldade; raro; precioso; fino. Mas também é estranho; inexplicável; feio; desagradável.

Falando nisso, lembrei-me da expressão da moda “embargos infringentes”! E para explicar o que isso significa, aproprio-me de uma piadinha que está rolando no Facebook ultimamente, ultra esclarecedora!

Explicando o que são os tais EMBARGOS INFRINGENTES….

O filho pergunta ao pai:

Pai, o que são Embargos Infringentes?

É o seguinte, imagine que nossa casa seja um Tribunal e que quando alguém erra, é julgado e todos podem votar!

Um dia, por exemplo, o papai comete um deslize: É pego traindo sua mãe com 3 prostitutas.

Eu irei a julgamento.

Sua mãe, a mãe dela, o pai dela, sua irmã mais velha, você e seu irmão mais velho, votam pela minha condenação.

Meu pai, minha mãe, o Totó e a Mimi, nossa gatinha, votam pela minha absolvição.

Tá pai, mas aí você é condenado, não?

Sim, fui, aí é que entram os tais dos “Embargos Infringentes” meu filho. Como eu ganhei quatro votos a favor da minha absolvição, tenho direito a um novo julgamento.

Mas pai, no novo julgamento todos vão votar do mesmo jeito.

Não se eu tiver trocado a sua mãe, o pai dela e a mãe dela pelas três prostitutas…

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Deixe um comentário