+
 
na Web

Programação cultural de Cabo Frio

A Folha Carioca separou para você dicas especiais para curtir um verão diferente em Cabo Frio : teatro, exposições e muita folia alternativa! Agradecemos especialmente a Secretaria de Cultura de Cabo Frio por ter compartilhado essas excelentes informações.

Confira e programe-se!

Teatro

Fulaninha e Dona Coisa

FULANINHA E DONA COISA 6O texto de Noemi Marinho trata, de forma leve e engraçada, a difícil relação entre patroa e empregada. Dona Coisa, uma mulher fina, bem de vida, tem tudo para ser feliz. No entanto, quando fica sem empregada simplesmente enlouquece. Fulaninha é uma moça do interior, daqueles distritos no Brasil onde não se vê nem telefone, órfã, boa índole, não conhece nada da cidade grande até que vem trabalhar na casa de Dona Coisa.

Teatro Municipal de Cabo Frio
Dias 07 e 14 de Fevereiro de 2014
Horário: 21 horas
Classificação : Livre

Contando Ninguém Acredita

CONTANDO-NINGUÉM-CREDITAO espetáculo mistura stand-up, piadas interpretadas e histórias que contando ninguém acredita através dos tipos compostos por Cláudio Ramos como o bêbado Pudim de cachaça e seu desabafo ao relatar suas desventuras amorosas e Irany a camelô/sacoleira contando suas aventuras durante uma viagem à famosa 25 de Março em São Paulo.

 

Teatro Municipal de Cabo Frio
Dias 09 e 16 de Fevereiro de 2014
Horário: Domingo 21 horas
Classificação: 14 anos

 

Minha Sogra é Um Pitbull 

Sogra-Pitbull---Compactas-252O espetáculo “Minha Sogra é um Pit Bull” faz parte do Festival de Gargalhadas. Dando vida à personagem título, Cláudio Ramos se desdobra ao viver no palco genro e sogra, numa comédia rica em referências ao cotidiano desta personagem folclórica. Conquistador inveterado, Waldemar conhece Amélia, típica adolescente “assanhada”, num baile de carnaval. Para desespero de Dona Perpétua, mãe de Amélia, o namoro vira uma obsessão e quando pensa em acabar com o relacionamento, é tarde demais: Amélia engravida e para desespero de Dona Perpétua o casamento está marcado. Waldemar vira marido dedicado, fiel e completamente apaixonado pela mulher e pelos filhos. Aí é Amélia que surpreende ao questionar a pasmaceira em que se transformou a vida do casal.

Teatro Municipal de Cabo Frio
Rua Anibal do Vale S/N
Dias 06 e 13 de Fevereiro de 2014
Horário – 21 horas
Classificação etária: 10 anos

Exposição no Forte São Mateus

1531785_735588843118548_21483132_n
Peças indígenas artesanais – durante todo o verão

Não deixe de visitar!

Centro Cultural do Forte São Mateus, com a exposição “O Índio na História do Brasil”!

Além da paisagem exuberante, um ótimo reencontro com as nossas origens Tupinambás.

Cabo Frio, 511 anos de história e 398 anos de fundação!

 

 

 Acontece no Museu José de Dome – CHARITAS

142-Charitas
* SALÃO NOBRE:

– De 9 a 24 de fevereiro, exposição de pirogravuras em couro, de Glauco Brasil.

* SALÃO LATERAL:

– De 11 de fevereiro a 11 de março, exposição de instrumentos musicais do luthier, Ja Silva.

Um pouco mais sobre o Museu

Prédio antigo e tradicional de Cabo Frio, construído em 1837, abrigou diversas instituições ao longo de sua existência. A denominação “Charitas” provém do fato de, em meados do século XIX, ter funcionado como casa de caridade para crianças abandonadas – a “Casa da Roda” – onde as mesmas eram deixadas para adoção através de uma portinhola giratória que não permitia a visualização de quem as entregasse aos cuidados das Irmãs da Igreja Católica.

Atualmente, o espaço mantém exposições fixas do pintor José de Dome, do fotógrafo pioneiro em Cabo Frio Wolney Teixeira, e outros artistas, além de ser palco de diversas atividades culturais.

Av. Assumpção, 855 – Centro
De terça a domingo – das 14h às 20h

Centro Cultural Anderson Gigabyte

132---Anderson

Especial Dia da Amizade
14 de fevereiro – Praça do Jardim
Apresentação do Grupo Teatro Oficena, sarau literário, exposição de artesanato e Desenho e Graffite – Grupo Graffite Tá na Rua

Um pouco mais sobre o Gigabyte

O CCAGB fica no anexo à Sub Prefeitura do Jardim Esperança e seu nome foi escolhido em homenagem ao precursor do movimento Hip Hop na região, o Anderson Giga Byte. A escolha foi feita  a partir de um concurso de redação que selecionou o poeta Alex  Feitosa como vencedor. Além dele, são também fundadores do espaço os artistas Nelson Feitosa e Cristiano Ousado, ambos grafiteiros.

MATÉRIAS ANTERIORES DE + na Web

Publicado em – Edição 117
“A garota da capa”
Publicado em – Edição 117
Ouça o Borogodó de Sandro Black
Publicado em – Edição 117
Imagens: Mobilidade sobre Duas Rodas
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Deixe um comentário