Capa

Calor humano, arte e gastronomia

São Pedro une a paz do interior com intensa vida cultural e cardápios variados!

Seguindo a estrada na direção contrária, no Centro-norte fluminense, a majestosa serra, um aperitivo para os nossos olhos, leva a Nova Friburgo.

TEXTO_Juliana Marques
FOTOS_Arthur Moura e Bruno Dias

São Pedro da Serra

São Pedro da Serra

São Pedro da Serra e Lumiar são dois expoentes do turismo neste que é o mais importante município desta região. Muitos músicos, artistas e artesãos, entre outros profissionais, deixaram as metrópoles em busca de qualidade de vida e hoje fazem parte da população destes vilarejos. Nativos ou não, todos têm uma energia leve e positiva, quase um abraço de boas vindas. E como são hospitaleiros esses moradores.

Pousada Canto Nosso

Na pousada Canto Nosso, o atendimento, o carinho e o cuidado dedicados aos clientes transformam o lugar em uma segunda casa, aquela de campo dos nossos sonhos, bem simples, com todos os móveis de madeira, pintura e jardins preservados e um café da manhã delicioso que transmite o verdadeiro clima de fazenda. Eles nunca irão desampará-lo. A família do restaurante Tutu e Torresmo também é exemplo de simpatia e hospitalidade. No menu, como boa casa mineira, costelinha, polentinha frita à moda, tutu e torresmo, é claro, e em agosto, churrasco para acompanhar o self service. Quando o assunto é pizza, a atenção é a mesma tanto no farto recheio quanto na leveza da massa de aipim; saudade “daquele” sabor!

Tempero especial

Márcia e Anibal, restaurante Du Dudu

Márcia e Anibal, restaurante Du Dudu

Em cada lugar, uma surpresa, um abraço, gente comprometida e trabalhadora que não se cansa de ser feliz. “ A cozinha sempre foi minha paixão desde os 12 anos e precisamos priorizar aquilo que gostamos.’Faça aquilo que ama e não trabalhará um dia sequer na sua vida‘”, diz Márcia, esposa do Anibal, donos do Restaurante Du Dudu. Não, ele não é o Dudu. Este é o filho do casal que esteve pela primeira vez em São Pedro em agosto de 2012, alugou uma casa no mesmo dia, passou a visitar o lugar todos os fins de semana durante um ano até surgir a oportunidade de abrir o estabelecimento e mudar-se de vez para a cidade. As receitas são muitas, e todas sempre com tempero natural. E eu disse: “cebola, alho e…”, “amor”, completa a chef. Confesso que estava pronta para dizer coentro, mas amor é mesmo um ingrediente fundamental.

O vilarejo inteiro explica, ensina e inspira. Lá havia uma tradição, transformada até em concurso, em que a maioria dos comerciantes tinha uma cabra enfeitada em frente a sua loja, com uma cestinha de pão, na padaria, uma roupinha, na loja de roupas etc., e a mais bonita era premiada. “É uma pena não existir mais isso, mas sempre gostei da ideia, e encontrei a minha”, lembra o senhor Robinson, dono da Cacau na Serra. E que perfume de chocolate! Licores, goiabadas, cervejas artesanais, o melhor choconhaque da Terra e um pão de mel parecido com um sonho. “Queria fazer uma massa da qual eu gostasse; não poderia ser seca”, e a Lúcia conseguiu. Cacau, chá de cravo, recheio e outros diferenciais que você precisa descobrir. O brownie também é feito por ela, ali mesmo, e tudo através de pura inspiração.

Após o expediente, eles gostam de saborear as delícias produzidas pelos vizinhos, como o caldo de abóbora com gorgonzola, do Paiol, uma recomendação de quem entende do assunto. Neste restaurante, o delicioso fondue, moquecas, trutas e bons vinhos também ajudam a aquecer a noite. Tudo acontece na Rua Rodrigues Alves, e não deixe de subir por ela até o Largo do Estrela, ponto cultural nomeado assim devido ao Estrela do Mar Futebol Clube, onde Cássia Eller fazia shows a preços populares, já depois da fama. Ali está o Zuhause, uma casa centenária onde muitas pessoas da vila nasceram através do trabalho da parteira, e não há muitos anos. Todos os fins de semana, o espaço se abre para música ao vivo, com batata röusti, panelinha de camarão, raclete, um maravilhoso escondidinho de carne seca e, entre outras opções, o fondue de carne cozida no vinho com especiarias, exclusivo do lugar. Para beber, chope Ranz, cervejas artesanais e importadas, ou ainda a cachaça orgânica produzida pelo Mestre Feijão, produtor e guia de caminhadas da região.

Túnel do tempo

Sao-Pedro-2-listoEm meio ao lindo mobiliário trazido da antiga Lidador, da Rua da Assembléia, Centro do Rio, e a objetos musicais antigos que decoram o restaurante como verdadeiras obras de arte, surpreenda-se com os sabores do Truta da Pedra. Um dos destaques é o fondue que leva o nome do restaurante, e vem acompanhado dos molhos de alcaparra, amêndoas, teriaki e maracujá. As salsichas alemãs fazem parte do menu, feito com capa de discos antigos, e podem estar ao lado do chope ou da cerveja Barão, a artesanal de Friburgo. No Espaço Bistrô, entradas especiais, peixes, carnes, tudo em um ambiente rústico e descontraído proporcionam uma agradável noite de inverno.

Na entrada deste charmoso distrito, próximo ao Coreto, está a Ecoarte, uma loja em sintonia com o lugar repleta de artesanatos, CDs raros, livros especiais, xales, blusas e Patchwork, arte produzida com pedaços de tecidos coloridos, lisos ou estampados. E o que há de mais moderno está em Coisas Nossas, uma loja com artigos para a sua casa e para você, como calçados e roupas masculinas e femininas para crianças e adultos, com destaque para a especial coleção Outono/ Inverno.

A atualidade também está no Beer Pub Brazil, recém chegado em São Pedro, com estilo intimista, uma boa feijoada na cumbuca, nas tardes de sábado, e música ao vivo durante a noite deste mesmo dia até o último cliente. O projeto e a decoração foram feitos pelo arquiteto Daniel Santanna e pela artista plástica Alessandra Vaz, e sempre há uma programação especial, que pode ser conferida no facebook da casa (facebook.com/beerpubbrazil). E a tradição fica por conta da famosa Pizzaria Girassol, que há 22 anos serve sua pizza com massa de aipim, uma receita de família. Difícil escolher? Uff… Ainda estamos na serra!

MATÉRIAS ANTERIORES DE Capa

Publicado em – Edição 117
Mobilidade urbana sobre duas rodas
Publicado em – Edição 116
Adrenalina por opção
Publicado em – Edição 115
Programação de Verão de Cabo Frio e Búzios
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

2 Comentários para “Calor humano, arte e gastronomia”

  1. […] Veja mais no site da Folha Carioca   […]

  2. Diene disse:

    Paguei 1,200 para ter uma reportagem exclusiva e tive uma reportagem horivel!!!!! E até hoje não tive nehuma resposta da revista!!!!

Deixe um comentário