Capa

Com gostinho de Penedo

Clima de montanha na Pequena Finlândia: é assim que Penedo também é conhecida devido à sua fundação, colonização e povoamento feitos por esse povo. A arquitetura finlandesa está principalmente nas construções do shopping Pequena Finlândia, onde fica a residência de Verão do Papai Noel, uma verdadeira atração turística.

Penedo

 

Taísa Cristine Tavares e Gabriel Caian de Aquino, marinheiros de primeira viagem

Taísa Cristine Tavares, professora, e Gabriel Caian de Aquino, marítimo, programaram-se para passear quatro dias pela cidade e se encantaram com o lugar: “Viemos de Cabo Frio e até agora gostamos de tudo (entrevista feita no primeiro dia de viagem). A arquitetura é linda e o clima gostoso de serra era justamente o que estávamos procurando”, diz Taísa. E Gabriel já tinha algumas ideias sobre o que fazer: “Gostaria de comer comidas finlandesas, e também pratos portugueses e mexicanos”; “E os chocolates”, completa Taísa.

Sim, é possível encontrar todas essas opções por lá. Guacamole, tacos, buritos, fajitas e bebidas típicas como a tequila e a fantástica marguerita são servidos no Mexicalli, restaurante mexicano que não deixou de lado nem mesmo as caveiras no ambiente. No México, “las calaveritas” fazem parte da decoração do Dia dos Mortos, uma das festas mais animadas do País. Os sombreros também estão lá, assim como a Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira desta região. Se você tiver dúvidas para escolher seu prato, pode pedir o rodízio mexicano, e a pimenta estará sempre ao seu lado, separadamente.

Quem abriu as portas para a culinária portuguesa na avenida principal foi a Pousada do Sol. A Taberna Portuguesa caprichou nas antiguidades lusitanas, desde o mobiliário até os lindos pratos desenhados expostos nas paredes. Nas mesas, para acompanhar o delicioso cardápio, com vinhos devidamente recomendados pelo maitre da casa, azeites de pequena produção e muito gourmet. No ambiente ao lado, está o Armazém Sabor, com os melhores petiscos da linha “comida di buteco”.

Escultor Martti Vartia e algumas das obras de sua exposição permanente

E a Finlândia está no Koskenkorva. Martti Vartia é escultor e seu dom é dar vida às madeiras mortas. Na verdade, este é só um deles: impressionante como sabe fazer qualquer visitante sentir-se em casa. “Estou em Penedo há mais de 30 anos e meu lugar preferido é aqui”. Abaixo do agradável restaurante especializado na cozinha finlandesa, que lembra uma sofisticada cabana em meio à floresta, está também a sua exposição permanente, cujo som ambiente é o correr do Rio Palmital bem ali no seu “quintal”.

 

Rio acima

Outras-fotos-pra-siteOutra boa música para os ouvidos é a do poderoso Rio das Pedras, que nasce no Pico das Agulhas Negras e desagua no Rio Paraíba do Sul cortando todo o Vale de Penedo. Durante a subida do morro, a tranquilidade toma conta em todos os sentidos, e hospedar-se por ali é uma excelente pedida. “O nome veio do filme Horizonte Perdido, que apresentava um lugar lindo, cheio de verde, onde não havia doença, não existia morte, eram todos felizes. Meu ex-marido apaixonou-se pela ideia e disse querer um lugar assim”, explica Ana Amélia, proprietária da pousada Shangrillá. Todo o ambiente compõe a mais positiva energia sentida até pelos menos sensíveis. Um pouco mais acima, está também a Quintal das Pedras, onde as acomodações se espalham pelo jardim, bastante convidativo às crianças.

Imagine provar uma deliciosa massa caseira e fresca em meio a essa magia? Quem pensou nisso foi Marisa, proprietária do Giardino di Napoli: “Minha avó era italiana e passei minha infância vendo sua produção na cozinha. O nome Giardino (jardim) é em referência a este lugar, e Napoli, uma homenagem à cidade de sua origem. A receita da massa é dela, e os molhos são meus”, diz a idealizadora. Na linda área verde do restaurante passa o Rio dos Eucaliptos, mais uma canção de extremo bom gosto da natureza.

O peixe da casa

Penedo-4As águas frias, puras e cristalinas desses rios de montanhas são propícias à criação de trutas, por isso é o peixe mais encontrado na serra. O Rei da Truta, no centro de Penedo, dedica-se a esta especialidade há quase 30 anos, oferecendo 35 versões com um tempero guardado a sete chaves; é preciso provar. “Nosso diferencial é a qualidade. Mantemos o mesmo fornecedor desde o começo, assim como todos os outros produtos, para que o cliente sempre sinta um único sabor em qualquer visita ao nosso estabelecimento”, afirma Airton, gerente do restaurante.

Praticamente todos trabalham com o famoso da região. A Mineirinha de Penedo, por exemplo, além do seu buffet self service cheio de delícias mineiras, como feijão tropeiro, linguicinha e torresmo, que aos fins de semana ganha a companhia de churrasco e música ao vivo, prepara uma truta especial para atender o pedido do cliente. Mas se preferir os outros animais marinhos, o Pintado e Cia está a sua disposição: badejo, linguado, salmão, bacalhau, truta (sim, lá também tem!) e, é claro, o que nomeia o restaurante. “Nosso pintado tem um tempero especial, e todos são assados e gratinados com queijo. Depois desse processo, acrescentamos os acompanhamentos”, diz Douglas, dono do local. E ainda servem o rodízio de camarão. Tudo é tão saboroso, que é difícil sair de lá sem antes programar a próxima visita!

Outros sabores

Que tal sentir outras emoções vindas da Alemanha? Eisbein (joelho), chucrut garnier, bratwurst (salsichão branco), salsicha Frankfurt e outras especialidades da culinária alemã estão na Casa do Fritz, cujo cardápio também conta com massas, carnes e trutas. Ter uma cerveja própria é típico de casa alemã, e lá não é diferente. A artesanal do local é produzida com as águas puras das montanhas das Agulhas Negras, e já participou de um concurso, onde os resultados mostraram que estão no caminho certo, obtendo medalhas de ouro e prata como a Amber e a Red Ale, respectivamente.

No Querência, o sabor marcante está na picanha importada, servida na pedra e na brasa, em um ambiente amplo e familiar. O charmoso Bella Cittá apresenta a culinária regional e a cozinha italiana com massas frescas de fabricação própria, além de saladas incríveis, excelentes para iniciar sua refeição. Quem também produz a própria massa, todos os dias, é o Aglio e Olio, e todos os pratos levam produtos frescos para harmonizar completamente cada conjunto.

Penedo tem todas as preciosidades da sua imaginação. Artesanatos, aromatizantes, lembrancinhas da cidade e lindos móveis de demolição estão na perfumada Artes da Vovó, parada obrigatória para quem quer materializar um pouquinho da sua viagem. Recentemente, até o “transporte do futuro” (título da matéria de capa da nossa última edição) está à disposição dos visitantes no Armazém da Bike, no shopping Roda d’Água, com bicicletas lindas capazes de levá-lo (a) a épocas passadas de diferentes lugares do mundo. E sinta-se à vontade para deixar os problemas de trânsito e de estacionamento da cidade grande de lado e alugar uma magrela. Afinal, pedalar é bom em qualquer lugar.

 

MATÉRIAS ANTERIORES DE Capa

Publicado em – Edição 117
Mobilidade urbana sobre duas rodas
Publicado em – Edição 116
Adrenalina por opção
Publicado em – Edição 115
Programação de Verão de Cabo Frio e Búzios
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Deixe um comentário